Do fundo da noite que me envolve
Escura como o inferno de ponta a ponta
Agradeço a qualquer Deus que seja
Pela minha alma inconquistável

Nas garras dos destino
Eu não vacilei nem chorei
Sob as pancadas do acaso
Minha cabeça está sangrenta, mas ereta

Além deste lugar tenebroso
Só se percebe o horror das trevas
E ainda assim, o tempo,
Encontra, e há de encontrar-me, destemido

Não importa quão estreito o portão
Nem quão pesado os ensinamentos
Eu sou o mestre do meu destino
Eu sou o comandante da minha alma


William Ernest Henley

0 comentários:

Perguntinhas da algibeira

Sirvam-se à vontade :)

FormSpring.me

O que dizem deste estaminé

Textos de alto nível, uma verdadeira referencia no panorama europeu - Marcelo Rebelo de Sousa

9 em cada 10 celebridades não passam sem visitar - 24 Horas

Penso que nem o Cristiano faria um blog melhor-Cristiano Ronaldo

Florentino Perez pensa comprar o galáctico dos blogs -A Marca

Li este blog, estarei grávida? - Revista Maria

BuéBuéLongeee?? Onde está a Fiona - Luciana Abreu

Quem não gosta deste blog que siga mamando - Maradona

Materazzi disse mal deste blog na final do Mundial, teve o que mereceu - Zidane


S.L.BENFICA