Inicio com este post o relembrar deste ano de 2009 que está prestes a ( felizmente digo eu ) terminar. Uma das grandes músicas do ano sem dúvida :

Sou um fan assumido do Natal, de tudo qu esta quadra tem, a magia muito própria, os rituais que se repetem ano após ano, as prendas, os doces, as ruas iluminadas, as árvores de Natal etc etc. Tenho sempre belas recordações do Natal, em familia como se quer, rodeado daqueles que são os mais importantes, como faz mais sentido. Creio que é sempre uma altura que nos faz pensar, em que paramos um pouco para reflectir sobre a nossa vida, sobre aquilo que nos rodeia. É uma altura em que se torna importante olharmos para nós, e para o mundo que nos rodeia. Quando se é, ou se tem crianças no Natal, tudo ganha uma dimensão diferente, a magia é mais intensa, a ilusão sobe mais alto. Sou daqueles que acredita no Pai Natal, na ideia de que existe alguém que premeia quem se porta bem, que existe alguém com o poder soberbo de chegar a todo o lado e levar a todos um conforto, um sonho, a esperança. Acho que nunca deveriamos deixar de acreditar nisso, e penso sempre que é fantástico quando uma criança acredita mesmo na lenda do velhinho das barbas brancas. Gostava que fosse bem real, de estar agora para ir dormir e ter a ilusão de que ao acordar teria a minha prenda no sapatinho, que existiria algo de sublime ao acordar. Infelizmente já sou grandinho demais para acreditar literalmente nisso, a vida cada vez mais é lutar e não esperar por pequenos ou grandes milagres. É um Natal este mais frio, mais amargurado e desiludido que o do ano passado, são tempos e momentos em que parte da magia sucumbiu, em que muitas vezes se luta contra uma solidão que vai povoando de fantasmas um coração outrora pleno de sonhos. Sente-se aquele aperto, aquele sufoco de quem não está completamente bem com o mundo, de quem não se conforma com o estado actual das coisas. Luta-se arduamente para que a desilusão não preencha todos os lugares, e que a amargura não se impunha perante tudo aquilo que um dia existiu. Não é uma luta fácil, e em finais de noites assim sente-se aquele aperto do silêncio bem forte em todos os sentidos.
Mas Natal é esperança, e continuo na luta, com o conforto de quem sabe que um dia destes vai simplesmente VENCER...
Feliz Natal para todos
PS: as ultimas semanas foram verdadeiramente extenuantes, felizmente com bons resultados finais. Cumpri uma etapa adiada há anos, contas com a história que finalmente acertei. Foi um pequeno / grande passo, não irei ficar por ai certamente. Terminada essa etapa irei concentrar-me noutros projectos pesssoais, entre os quais está sem duvida uma maior atenção a este espaço, até porque pretendo a muito curto prazo levar bem mais a sério este meu humilde gosto pela escrita....


Hoje jogamos na Bósnia o apuramento para o Mundial...Na ultima década não falhámos nenhuma grande competição, e se nos apurarmos hoje garantimos um feito que apenas quatro selecções europeias conseguiram ao estar presente em todas. Os tempos de vermos os Campeonatos do Mundo e da Europa sem Portugal ficaram para trás e todo o país se habituou aos Verões de fervor patriota com o expoente máximo no Euro2004. Agora custa imaginar que não haverá bandeiras nas janelas e nos carros em Junho de 2010 e embora a cultura de selecção que Scolari tão brilhantemente cultivou no país esteja adormecida, não deixo de pensar como seria estranho voltar a escolher outra selecção para torcer num palco daqueles. Creio que temos as condições para ganhar hoje na Bósnia e carimbar o passaporte para África do Sul, temos qualidade mais que suficiente, e apesar de estar longe de concordar com tudo que se fez neste percurso, não deixo de torcer vivamente por mais uma noite memorável do futebol português. Como diz a capa de um jornal despotivo de hoje...VAMOS PARA CIMA DELES !

Há dias que mudam a nossa vida, depois deles nada mais é igual e todo um novo mundo se depara diante de nós. Fez hoje quinze anos que um desses dias importantes teve lugar na minha vida. Nesse feriado 5 de Outubro de 1994 a familia mudou-se de armas e bagagens rumo a Vila Nova de Poiares iniciando nesse instante um novo ciclo na vida de todos. Eu com os meus 11 anos vi assim tudo começar de novo, para trás ficava tudo que conhecia desde que me lembrava de existir, a escola, os amigos de sempre, os sitios para jogar à bola de todas as horas, o quarto que era meu etc. A esta distancia temporal recordo esse dia com a sensação de ter sido ontem, os sentimentos e emoções continuam sempre presentes de um dia que mudou tudo. Os tempos inicias foram muito complicados e aquele miudo de 11 anos teve de crescer mais rápido e mais forte, atravessou muita coisa para ser o homem de 26 anos que olha para trás e se orgulha da forma como aprendeu cedo a gostar e a respeitar a terra que o acolheu e deu uma vida nova à sua familia. Neste percurso feito de momentos unicos, intensos e especias, de amizades verdadeiras e de um respeito enorme por tudo e todos. Naquele dia chegámos carregados de esperança e sonhos, nem todos foram ainda cumpridos mas a vida é mesmo assim e a todos os desafios é preciso dar a cara às lutas de todos os dias.

Vi nos estádios os dois ultimos jogos, na quinta no regresso à CATEDRAL, que saudades das noites europeias depois de na temporada passada não ter ido a nenhuma, e no domingo em Leiria fazendo parte da onda vermelha que encheu o sempre deserto Municipal de Leiria. O BENFICA vive de facto tempos de grande ilusão, vitórias gordas, futebol ofensivo, mentalidade forte, o discurso destemido, o respeito por uma massa humana que responde com um apoio incondicional e uma sede enorme de ganhar. Quinta contra o BATE respirei na Luz sensações que estes ultimos anos de visitas regulares ainda não me tinham sido apresentadas. Leio em blogs, em foruns benfiquistas que é o ambiente do BENFICA dos anos 80, que esta força, esta crença e confiança ao sentar na cadeira do estádio faz parte do clube, eu de uma geração mais nova entendo e aceito a explicação e sorrio do alto do sentimento que desde que me lembro de existir tenho pelas camisolas berrantes.

Nesse jogo da Luz o gesto enorme da equipa ao saudar a claque que assinalava quinze anos passados sobre a morte de tres membros que regressavam da Croácia depois de acompanharem a equipa num jogo da Liga dos Campeões. A sua história e amor ao clube é bem digno do gesto da equipa fazer uma sentida vénia aos seus companheiros de luta e um sinal de mudança de um clube que teve muitas vezes quem o representa pouco digno dos adeptos que tem. Esta percepção da importancia daqueles que seguem o clube de uma forma tão dedicada, é tambem um factor decisivo para um novo BENFICA, uma nova onda vermelha, que vive de bons resultados é certo, mas vive tambem da diferença que sempre marcou dos demais. Depois a ida a Leiria, a minah primeira vez naquele estádio, no dia em que foi batido o recorde de assistencia. Viagem cinco estrelas com companheiros de espirito bem vermelho como convem, e um ambiente de grande comunhão entre adeptos e equipa num jogo intenso, nervoso que terminou em festa. Este é um BENFICA forte e empenhado, que nem sempre deslumbra mas que é sempre digno dos pergaminhos daqueles que gritam por ele. Torço vivamente para que nada derrube esta onda vermelha que vai crescendo e tornando-nos mais fortes. Espero que a união se mantenha quando as dificuldades chegarem e que mais noites como estas duas possam surgir em breve no meu benfiquismo....

ps: sobre o jogo frente ao BATE que maravilha é ler este post do FABULOSO REDSTAR








sem palavras perante historias como esta

O arbitro apita e termina com esse som estridente um ciclo, um percurso largo de meses, muitos treinos, muitas dores de cabeça. Naqueles instantes não se pensa no valor desse trajecto, ainda de vive o jogo que acabou de terminar, da raiva e frustração de uma vitória que fugiu das mãos, nos rostos cansados vejo a tristeza de quem tudo tentou mas foi infeliz. Cumprimentos, abraços, palavras de conforto, no peito a foto de um grupo que para lá de uma imagem é uma realidade e uma forma unica de estar. Mais a frio sim, fazem-se balanços, das vitórias, das derrotas, dos momentos importantes e do trabalho desenvolvido e dos objectivos que existiam á partida, fazem-se contas ás bolas que entraram, aquelas que foram aos postes, lamenta-se os erros e enaltecem-se os feitos conquistados. Observo mais uma vez a foto, nela consigo sentir cada treino, cada palestra, cada instante de um caminho nem sempre fácil mas aliciante. Vejo muito alem das bolas que abraçaram as redes, e sinto que o mais importante mesmo é terminar com o orgulho de ter feito parte de todos esses momentos, nesta fase da minha vida entao absolutamente essenciais

Hoje agradeceram-me por tudo, na inocência de não saberem que fazem muito mais por mim, do que alguma vez farei por eles...Obrigado eu..para alguns um ate breve, para outros um sentido até sempre


Fim de semana de campeões. Em Inglaterra o Man United em mais um titulo de um clube que de facto parece viver numa realidade diferente de tudo o resto e de um campeonato que é completamente à frente dos demais, o futebol na sua verdadeira essencia mora mesmo naquela ilha. Dois portugueses na lista dos titulados em terras de sua majestade, com CR7 a somar mais um capitulo na sua corrida a melhor do mundo e a lançar a sua carreira de jornalista. Em Itália o Inter do Il Speciale Mourinho ganhou o tetra, o primeiro do melhor treinador do mundo e o quarto de Luis Figo. Para os detractores de Mourinho registe-se que é o primeiro dos quatro titulos com todos os grandes em prova, e a começar com zero pontos. E que dizer de Luis Figo, a classe em pessoa no seu ultimo grande trofeu de uma carreira feita de inumeros sucessos. Em Espanha o super Barça garantiu o titulo depois de mais um desaire de um Real Madrid que continua à procura do norte depois do vendaval dos 2-6 do Bernabéu. É a vitória do futebol espectaculo feito de movimentações ofensivas, futebol total idealizado por um homem da casa, jovem, com ideias novas e convicções fortes. Vamos ver se em Roma o futebol total do Barça será capaz de derrubar a maquina de ganhar titulos que é o United.

E para final, os meus campeões, aqueles que treino, que neste fim de semana mostraram que tambem sao grandes campeões, só esses são capazes de se erguer nos momentos dificeis e mostrar do que realmente são feitos.


Ontem em plena fila de um Banco apanhei aquelas conversas de circunstancia, um casal questionava um amigo sobre o resultado da primeira ecografia do seu filho. Durante uns minutos no consegui deixar de ficar suspenso nesse assunto e na forma entusiasmada com que ele descrevia o momento em que viu o filho no ecran, a alegria colada em cada expressão do rosto e as palavras que tentavam pintar as emoções que se sentiam. Perguntava a mim mesmo o que se sentirá num momento desses, em que se vê a nossa vida assim prolongada. Julgo ser das maiores sensações possíveis de sentir e de viver. Num destes dias em conversa com um grande amigo que me falava do orgulho no filho, na sua maneira de ser, na forma como vivia e lutava cada dia para que esse orgulho fosse sempre maior e sincero em cada momento. Chegar a essa fase, em que os nossos actos e as nossas ambições passam sempre por dar tudo e o melhor por aqueles a quem demos a vida deve trazer uma dimensão totalmente nova a cada dia e cada acto. Deve ser algo fantástico…um dia espero ter esse privilegio e depois estar á altura dessa missão fantástica…


105 anos de GLORIOSO


Passam 5 anos....numa noite chuvosa de Guimarães saiste do banco para tentar ajudar a desempatar um jogo pobrezinho que teimava em não ter golos. Já depois da hora pudeste festejar o golo que dava tres pontinhos preciosos, festejaste tu e todos nós que já mais descontraidos inda sorrimos de aprovação ao amarelo que levavas para queimar tempo. Sorriste tambem e subitamente partiste...com o manto sagrado vestido. Apágamos os sorrisos e chorámos tamanha injustiça...a vida continuou....o teu sorriso permanece, nunca deixou de estar presente...deste tempo todo recordo com mais emoção os milhares que como eu gritaram o teu nome na Praça da Républica ( e um pouco por todo o lado)no dia em que nos tornámos campeões...Fazes parte de nós...Descansa em paz eterno 29


É como demonstra o anuncio...ou se ama ou se odeia o mais recente vencedor do melhor jogador do mundo para a FIFA. Eu pessoalmente reconheço o mérito da distinção, 2008 foi de facto um ano soberbo para o 7 do United, com titulos e golos de todas as maneiras e com momentos de futebol empolgante capaz de entusiasmar tudo e todos. Sempre admirei o percurso, a história de vida do jovem que cedo partiu da Madeira em busca de um sonho, e a maneira fantastica como lutou para o alcançar. Não duvido que para além do talento natural existe ali muito trabalho e dedicação pessoal que permitiu trepar e chegar ao topo, mas tambem nao posso admirar muitas das atitudes pouco humildes e pouco ponderadas de quem por vezes parece não saber lidar da melhor maneira com a glória. Uma coisa é inegável, Cristiano Ronaldo desperta paixões e ódios, ninguem lhe fica indiferente e fica-se sempre á espera que de um momento para o outro seja capaz de deslumbrar, ou entao facilitar e permitir que se embirre com ele. A vida sorri a quem tem o mundo a seus pés...Love Him Hate Him? Dá para andar umas vezes de um lado outras do outro?
ps: o pormenor soberbo, topem a personagem do LOVE que aparece cerca dos 22 segundos....sim...é ele mesmo...estes tipos da Nike sempre em grande :)

Perguntinhas da algibeira

Sirvam-se à vontade :)

FormSpring.me

O que dizem deste estaminé

Textos de alto nível, uma verdadeira referencia no panorama europeu - Marcelo Rebelo de Sousa

9 em cada 10 celebridades não passam sem visitar - 24 Horas

Penso que nem o Cristiano faria um blog melhor-Cristiano Ronaldo

Florentino Perez pensa comprar o galáctico dos blogs -A Marca

Li este blog, estarei grávida? - Revista Maria

BuéBuéLongeee?? Onde está a Fiona - Luciana Abreu

Quem não gosta deste blog que siga mamando - Maradona

Materazzi disse mal deste blog na final do Mundial, teve o que mereceu - Zidane


S.L.BENFICA